quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Resultados JAN/16

E aí galera, acabou janeiro, e tenho o primeiro resultado de minha carteira. Com um certo delay na postagem...

Resultado Geral: 2,34%. Maior impacto para a performance negativa foi a queda dos valores das cotas dos FIIs.

Renda Fixa

Tesouro Direto

Resultado Geral da Carteira TD: +1,36%.

Apenas os títulos IPCA+35 apresentaram desempenho negativo devido à elevação das taxas, inclusive fiz novos aportes no papel.

Com a expectativa da queda da Selic, transferi cerca de 10% TD-Selic para pré-fixados de vencimentos 2018 e 2021 e IPCA+35, trazendo minha média no IPCA+35 para 7,09%. Minha expectativa é um resultado no curto e médio prazo com os pré-fixados e uma reserva protegida contra a inflação com o IPCA+2035. Abaixo a distribuição em dezembro/15 e janeiro/16 do TD:


Outras Rendas Fixas

A rentabilidade líquida das rendas fixas diversas (CDB, Compromissada, LC, etc.) ficou em 1,14%, perdendo para a inflação do mês que foi de 1,27%.

Renda Variável

Fundos Imobiliários

Valorização das cotas: -9,71%
Yield Mensal: 1,12%

Uma forte desvalorização das cotas no mês foi cruel, mas faz parte... inclusive abre uma boa oportunidade de compra. Estou avaliando.

Na óptica dos proventos, o YM contribuiu com 3,36% do meu custo mensal, um pequeno aumento em relação a dezembro (3,20%). Relembrando, a meta para 2016 é chegar a 5%.

BOVA11 

Seguindo a estratégia do ano, iniciei os aportes em BOVA11, colocando no papel, 1/4 do que pretendo investir no ano. Assim, fico com mais três aportes para fazer o preço médio. Como estou começando, estou bastante defensivo, mas aos poucos vou incrementando a confiança e os aportes. Com a compra num preço médio de R$ 39,98, o resultado do mês foi de -1,98%, isso porque recuperou bem na última semana...

Aportes

Essa parte foi fraquíssima em janeiro. IPVA, IPTU, férias e os preparativos para a chegada da herdeira consumiram a maior fatia da mascada... aí o incremento foi de 30% da meta mensal, o que está em linha dado ao mês de Janeiro e os gastos extras.

Abaixo seguem os gráficos da evolução da carteira e da rentabilidade de janeiro.



5 comentários:

  1. Boas,

    Olhar a rentabilidade nos dias de hoje é de doer o coração, ou melhor o bolso.
    Acredito que irá melhorar e que até meados de Abril será esse fundo do poço.

    Aos que desejavam ficar comprados em 2008 agora tem outra chance, não sei se terão estomago pra aguentar o dia a dia turbulento.

    Tente diminuir o peso do IPVA e IPTU dividindo em pequenas parcelas ao longo dos 12 meses de 2016 pra pagar em 2017 mais tranquilo.

    Bons investimentos :D

    ResponderExcluir
  2. Concordo IM. Não dá para focar na rentabilidade imediata. Eu considero a fase atual boa para acumulação e que os bônus virão no futuro.

    Quanto ao IPVA e IPTU, eu já faço isso, mas tento não usar essa 'poupança' e considerar esses custos na receita de Janeiro. Gosto de iniciar atrás da meta de aportes e ficar na pressão durante o ano.

    Bons investimentos!!!

    ResponderExcluir
  3. Paciência meu caro, agora que passou toda a farra do boi e estamos quitando parte dos muitos impostos, talvez teremos liberdade para começar a investir. Isso é Brasil. Não adianta remoer, temos que sempre encontrar novas possibilidades.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Blz, RI! Sem dúvida, muita paciência, mas não posso me queixar. Janeiro para mim é um mês muito fraco em receitas e com despesas fortes. Se, mesmo assim, consegui um aporte estou no lucro. Agora é olhar para frente e perseguir a meta do ano.

      Obrigado pela visita e Bons Investimentos!!!

      Excluir